+351 253 510 580 Mon - Fri. 09:00 - 18:00
Follow us:

TICE

Centro de Computação Gráfica

TexBoost – less Commodities more Specialities

. EPMQTICE  , , , , , ,

2017-2020 O projeto mobilizador TexBoost – less Commodities more Specialities é um projeto estruturante do Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda. O seu objetivo consiste em aglomerar iniciativas de I&D coletivas e de forte cariz indutor e demonstrador, envolvendo empresas do Têxtil e Vestuário, assim como de restantes sectores da economia complementários. Atividades Este projeto tem como atividades principais: desenvolver novas soluções têxteis, com a criação de novos conhecimentos científicos; desenvolver produtos e processos muito inovadores, por intermédio de tecnologias de ponta, que proporcionarão novas experiências aos consumidores e às empresas participantes; simplificar o acesso pelas empresas envolvidas a novos mercados / áreas de negócio ou o reforço dos mercados existentes / áreas de negócio, a nível nacional e internacional. Fases de trabalho O projeto TexBoost está organizado em 6 PPS – Produtos, Processos e Serviços – construídos a partir de 50 atividades das quais resultarão 17 soluções inovadoras em diversas áreas. PPS 1 – Digitização e desmaterialização PPS 2 – Novos materiais PPS 3 – Novas estruturas PPS 4 – IE Textiles PPS 5 – Economia circular PPS 6 – Gestão (gestão, divulgação e exploração dos resultados) Contribuição do CCG O CCG – Centro de Computação Gráfica – está envolvido na fase PPS 1 do projeto, mais concretamente na atividade nuclear 1, que compreende o desenvolvimento tecnológico no âmbito da digitização e desmaterialização de amostras de tecidos. O domínio de investigação aplicada EPMQ do CCG está responsável pela investigação e desenvolvimento de uma ferramenta informática para a desmaterialização de amostras de tecidos que compreenderá a conceptualização e concretização de uma plataforma digital de integração, tratamento e análise de dados de apoio à decisão na prototipagem virtual de tecidos. Para o efeito, utilizar-se-ão abordagens aplicadas ao desenvolvimento de arquiteturas de interoperabilidade e BigData e algoritmos de Machine Learning. Estes algoritmos conseguem aprender com o histórico de dados têxteis, assim como prever e otimizar variáveis/parâmetros úteis aos processos de decisão no âmbito da produção têxtil. Website do projeto

Read details

FAMEST – Calçado e tecnologias avançadas de materiais, equipamentos e software

. cVIGTICE  , , ,

2017-2020 O FAMEST – Calçado e Tecnologias Avançadas de Materiais, Equipamentos e Software é um projeto que impulsionará a inovação no setor do calçado e a internacionalização do calçado português. Este projeto mobilizador FAMEST concentra-se na geração de conhecimento e na sua integração em novas soluções empresarialmente competitivas, nomeadamente no desenvolvimento de: novos conceitos de calçado de moda, técnico, customizado ou personalizado, inteligente, para nichos especiais e mercados globais; inovadores bio, eco, nano materiais e componentes multifuncionais; tecnologias digitais para os processos de produção, relação entre os vários intervenientes na cadeia de valor e o cliente final; novas tecnologias digitais, flexíveis e ágeis. modelos de negócio inovadores e ambientalmente responsáveis.   A contribuição do CCG neste projeto ocorre no “PPS 1. FAMEST SHOE – Ferramentas e conceitos para o calçado do futuro”, em especial na atividade “A1.7 Desenvolvimento de Solução de Medição Anatómica e de Visualização de Calçado”, onde se pretende investigar e desenvolver soluções inovadoras ao nível de: reconstrução tridimensional do pé com recurso a fotogrametria; análise de conforto anatómico de forma a encontrar o calçado ideal para a especificidade de cada pé; visualização imersiva de modelos de calçado tridimensionais sobre o pé com recurso a técnicas de realidade aumentada.   O CCG participa ainda nas atividades de: “Construção de protótipos, pré-séries e teste de validação”; “Promoção e disseminação dos resultados do PPS”; “Gestão técnica do PPS”.   Assim como nos PPS: FAMEST DEMO – Disseminação, demonstração e exploração de resultados; FAMEST COORDENA – Coordenação global do projeto.   O FAMEST é promovido por um consórcio completo de 23 empresas de toda a cadeia de valor do calçado: couros, palmilhas, solas, produtos químicos, software, equipamentos, logística e calçado, e 9 entidades de I&I com competências multidisciplinares e complementares, que asseguram o desenvolvimento de resultados inovadores e a sua valorização económica pelos promotores nos mercados nacional e internacional.

Read details

INNOVCAR

. PIUTICE  , , , ,

2015-2018 O projeto INNOVCAR contempla a criação de conhecimentos e tecnologias em Portugal que se traduzam em inovações mundiais nas soluções do automóvel do futuro. Os desafios do automóvel do futuro incluem: a segurança e conforto (com o objetivo da condução autónoma); a conveniência e o entretenimento (para o paradigma atual do “carro conectado” no contexto das redes de transporte e cidades inteligentes); a eficiência e ecologia (redução de consumos e do impacto no ambiente).   O programa INNOVCAR compreende um conjunto articulado de linhas de I&D entre as quais se encontra a P689, que se foca no desenvolvimento de novos sistemas de interação homem-máquina (HMI) que irão contribuir para avanços na direção da condução autónoma. Este novo paradigma de mobilidade traz desafios empolgantes para a interface Homem-Máquina. Assumindo o carro como o terceiro espaço de vivência, a par de casa e do trabalho, a HMI ocupa um papel central nas tarefas de transição do modo de condução (manual/autónomo), estabelecendo confiança entre o condutor e a viatura, permitindo-lhe até fazer outras coisas enquanto o veículo conduz. No âmbito do INNOVCAR, o projeto 689 “Cockpit Of The Future: Hmi Concepts And Functions” ambiciona desenvolver os conceitos de interação e funcionalidade que fazem parte do cockpit do futuro. O CCG participa, através do seu domínio de investigação aplicada PIU, nas tarefas relacionadas com a aplicação de um processo de Engenharia de Usabilidade para validação das tecnologias e protótipos de sistemas HMI desenvolvidos no âmbito deste projeto. Com o projeto INNOVCAR, a Bosch Car Multimedia Portugal, S.A. (Bosch BrgP) pretende continuar a afirmar-se na divisão Car Multimedia do Grupo BOSCH como fonte de criação de conhecimento e tecnologia made in Portugal, para as próximas gerações de soluções multimédia do automóvel do futuro. Após o sucesso alcançado com o projeto HMIExcel, a parceria de I&DT entre a Bosch Car Multimédia Portugal e a Universidade do Minho consubstanciou-se no projeto INNOVCAR. Para participar no projeto INNOVCAR e ajudar a moldar o automóvel do futuro pode inscrever-se na bolsa de participantes do CCG.

Read details

ANPEB – Análise do comportamento de peões baseada na simulação de ambientes urbanos e sua incorporação em modelos de risco

. PIUTICE  , , , , , ,

2017-2019 O projeto ANPEB tentará diminuir o número de peões feridos nas estradas. Entre as prioridades para a área dos transportes do programa “Horizonte 2020” está a de melhorar a eficácia, integração e segurança dos sistemas de transporte. Quanto à segurança, o desenvolvimento tecnológico automóvel tem contribuído para uma redução substancial do risco de ferimentos ou morte dos ocupantes de veículos. Porém, existe uma necessidade crescente de olhar para as vulnerabilidades dos chamados Utilizadores Vulneráveis da Estrada (VRU), em particular os peões que, na Europa, compõe 21% de todas as mortes na estrada. Neste contexto, a Universidade do Minho lidera um projeto de investigação, financiado pela FCT que visa estudar fatores de risco do comportamento de peões. Serão abordados fatores como: diferentes tipos de estrada e ambientes rodoviários; perfil demográfico dos peões; interação dos peões com o tráfego motorizado.   O estudo pretende obter modelos de risco que descrevam a interação peão-veículo em travessias não semaforizadas, com base na análise de comportamento dos peões. Estes modelos serão baseados em: estudos observacionais de campo nos quais o comportamento de peões em situações reais será observado, registado e analisado; ambientes simulados virtuais que permitirão recriar e manipular situações de atravessamento com diferentes graus de risco.   O CCG através do seu domínio PIU (Perception, Interaction and Usability) terá um papel relevante na componente de simulação, contribuindo para a construção das simulações e trabalhando diretamente nas recolhas e análise de dados em ambiente experimental simulado que decorrerão no espaço CAVE do CCG. O CCG contribuirá para os outputs do projeto ANPEB. Estes incluem um conjunto de modelos de simulação que modelarão o risco de acidentes peão-veículo em função de geometria, características individuais dos sujeitos, risco percebido, tráfego de veículos e peões e tipos de pavimento. Está também previsto o desenvolvimento de modelos de atrito e deslocamento em grupo de peões.

Read details

MaxCut4Fish – Investigação e desenvolvimento de sistema inteligente de corte automático e otimizado de pescado congelado

. cVIGTICE  , ,

2016 – 2018 O projeto MaxCut4Fish tem como objetivo investigar e desenvolver um sistema inteligente e modular de corte automático de pescado congelado que, explorando e conjugando o potencial da visão computacional e automação sensorial, permitirá definir cortes ótimos para cada pescado em função das suas características morfológicas, volumétricas e de peso, possibilitando assim, entre outros aspetos: a maximização do aproveitamento do pescado; a minimização dos desperdícios produtivos; o aumento da qualidade e da uniformização das postas finais.   O MaxCut4Fish é um sistema inteligente de corte modular, permitindo que um dos módulos esteja a cortar as postas de acordo com o peso pretendido, enquanto outro módulo corte segundo as medidas pretendidas, sem haver necessidade de parar completamente o equipamento para manutenções, já que estas são alternadas/programadas. Pela incorporação desta tecnologia state-of-the-art em termos de visão computacional, automação sensorial e controlo, com a mínima intervenção humana, será possível às organizações envolvidas: conquistar quotas de mercado; variar a carteira de clientes; aumentar a produtividade; reforçar a estratégia de I&D; aprofundar o know-how técnico e científico; ampliar a rede de colaborações.   O CCG está responsável pelo desenvolvimento da visão computacional e da modelação tridimensional do MaxCut4Fish. As atividades deste projeto focam-se na investigação e no desenvolvimento dos algoritmos que sustentam 4 subsistemas que, posteriormente, incorporarão um protótipo que será testado em ambiente industrial.

Read details