+351 253 510 580 Mon - Fri. 09:00 - 18:00
Follow us:

TICE

Centro de Computação Gráfica

ANPEB – Análise do comportamento de peões baseada na simulação de ambientes urbanos e sua incorporação em modelos de risco

. PIUTICE  , , , , , ,

2017-2019 O projeto ANPEB tentará diminuir o número de peões feridos nas estradas. Entre as prioridades para a área dos transportes do programa “Horizonte 2020” está a de melhorar a eficácia, integração e segurança dos sistemas de transporte. Quanto à segurança, o desenvolvimento tecnológico automóvel tem contribuído para uma redução substancial do risco de ferimentos ou morte dos ocupantes de veículos. Porém, existe uma necessidade crescente de olhar para as vulnerabilidades dos chamados Utilizadores Vulneráveis da Estrada (VRU), em particular os peões que, na Europa, compõe 21% de todas as mortes na estrada. Neste contexto, a Universidade do Minho lidera um projeto de investigação, financiado pela FCT que visa estudar fatores de risco do comportamento de peões. Serão abordados fatores como: diferentes tipos de estrada e ambientes rodoviários; perfil demográfico dos peões; interação dos peões com o tráfego motorizado.   O estudo pretende obter modelos de risco que descrevam a interação peão-veículo em travessias não semaforizadas, com base na análise de comportamento dos peões. Estes modelos serão baseados em: estudos observacionais de campo nos quais o comportamento de peões em situações reais será observado, registado e analisado; ambientes simulados virtuais que permitirão recriar e manipular situações de atravessamento com diferentes graus de risco.   O CCG através do seu domínio PIU (Perception, Interaction and Usability) terá um papel relevante na componente de simulação, contribuindo para a construção das simulações e trabalhando diretamente nas recolhas e análise de dados em ambiente experimental simulado que decorrerão no espaço CAVE do CCG. O CCG contribuirá para os outputs do projeto ANPEB. Estes incluem um conjunto de modelos de simulação que modelarão o risco de acidentes peão-veículo em função de geometria, características individuais dos sujeitos, risco percebido, tráfego de veículos e peões e tipos de pavimento. Está também previsto o desenvolvimento de modelos de atrito e deslocamento em grupo de peões.

Read details

MaxCut4Fish – Investigação e desenvolvimento de sistema inteligente de corte automático e otimizado de pescado congelado

. cVIGTICE  , ,

2016 – 2018 O projeto MaxCut4Fish tem como objetivo investigar e desenvolver um sistema inteligente e modular de corte automático de pescado congelado que, explorando e conjugando o potencial da visão computacional e automação sensorial, permitirá definir cortes ótimos para cada pescado em função das suas características morfológicas, volumétricas e de peso, possibilitando assim, entre outros aspetos: a maximização do aproveitamento do pescado; a minimização dos desperdícios produtivos; o aumento da qualidade e da uniformização das postas finais.   O MaxCut4Fish é um sistema inteligente de corte modular, permitindo que um dos módulos esteja a cortar as postas de acordo com o peso pretendido, enquanto outro módulo corte segundo as medidas pretendidas, sem haver necessidade de parar completamente o equipamento para manutenções, já que estas são alternadas/programadas. Pela incorporação desta tecnologia state-of-the-art em termos de visão computacional, automação sensorial e controlo, com a mínima intervenção humana, será possível às organizações envolvidas: conquistar quotas de mercado; variar a carteira de clientes; aumentar a produtividade; reforçar a estratégia de I&D; aprofundar o know-how técnico e científico; ampliar a rede de colaborações.   O CCG está responsável pelo desenvolvimento da visão computacional e da modelação tridimensional do MaxCut4Fish. As atividades deste projeto focam-se na investigação e no desenvolvimento dos algoritmos que sustentam 4 subsistemas que, posteriormente, incorporarão um protótipo que será testado em ambiente industrial.

Read details

Senior inclusive

. cVIGTICE  , , ,

2016-2019 O projeto SENIOR INCLUSIVE (Co-Promoção PT2020) é um projeto fulcral que surge no âmbito de uma necessidade de mercado no apoio à prestação de cuidados domiciliários. Este projeto visa criar um equipamento composto por um Tablet+Pulseira, adaptados ao nível de hardware, com design inclusivo e software personalizado, consoante o perfil do idoso. Os dispositivos permitem efetuar atividades como: chamadas voz e vídeo, substituindo o telefone; interligar-se com dispositivos de medição de parâmetros de saúde; localização em tempo real e deteção de quedas, imprescindíveis em casos de emergência.   O sistema integra ainda uma plataforma online onde familiares e profissionais poderão aceder a todos os dados em tempo real, ao mesmo tempo que um assistente virtual personifica o interface com o utilizador. O projeto assume-se como um marco no panorama de investigação científica, pois serão investigadas várias soluções de caráter inventivo. Para além disso, reúne um consórcio altamente qualificado, nas áreas de conhecimento científico inerentes à investigação e desenvolvimento necessários, formado por 4 entidades copromotoras (HidePixel, CCG,Univ. do Minho e PIEP), e 5 prestadoras de serviços (Plux, Fraunhofer PT, Critical Materials, TecMinho, Progest). O CCG, representado pelo seu domínio de investigação aplicada CVIG contribui nos seguintes eixos: 1) Investigação e Desenvolvimento de algoritmos de reconhecimento de padrões, para desenvolver uma aplicação de reconhecimento de medicamentos através de visão por computador. 2) Investigação e Desenvolvimento de um módulo de Assistentes Virtuais (Avatares), construídos à imagem de pessoas ou personagens conhecidas do idoso, que são um elemento de companhia sempre presente no sistema. Os assistentes virtuais comunicarão com o idoso, e todo o seu funcionamento pode ser configurado remotamente nas plataformas web e mobile, pelos familiares ou profissionais de cuidados. Projeto Senior Inclusive no programa 90 Segundos de Ciência

Read details