+351 253510580 Mon. - Fri. 09:00 - 18:00
Follow us:

projetos

Centro de Computação Gráfica

PATErSoN – Prototipagem acústica de ambientes médicos para o desenho de novos sinais de aviso auditivos

. PIU. UMCprojetosSaúde&Bem-Estar  , , , , , ,

2018-2021 O projeto “PATErSoN – Prototipagem acústica de ambientes médicos para o desenho de novos sinais de aviso auditivos” vai redesenhar os alarmes sonoros dos equipamentos médicos presentes nas salas de operações e salas de recobro dos hospitais. Este projeto Paterson pretende aplicar uma abordagem centrada no utilizador, baseada no conhecimento em psicofísica e neuropsicologia, para o design de sinais de aviso auditivos, tornando-os mais informativos e detetáveis. Tal contribuirá sem dúvida para a redução do erro humano, que com frequência tem consequências graves para os pacientes. Todos os novos sinais de aviso serão validados em três ambientes: em laboratório com testes psicofísicos e neurofisiológicos, em ambiente audio-visual imersivo (tipo CAVE) utilizando auralização em tempo real integrando captação de movimento e projeção 3D, e finalmente em ambiente de simulador biomédico. Participação do CCG O CCG, por intermédio dos DIAs PIU e UMC, está responsável pelas tarefas de modelação e simulação de espaço sonoro em contexto laboratorial e de validação de sinais de aviso sonoros em ambiente laboratorial, imersivo e simulado. Resultados O resultado final do Paterson será uma biblioteca de sinais de aviso sonoros adaptados a diferentes níveis de carga cognitiva, ruído e eventos. Todos os requisitos serão transpostos para uma ferramenta de prototipagem acústica que poderá ser utilizada tanto por fabricantes como por designers de som. Será possível selecionar diferentes sons para diferentes eventos, e compreender o seu efeito numa paisagem sonora simulada de uma sala de operações ou de recobro. Em conjunto, esta investigação irá contribuir para melhores práticas de design de som, adequadas a contextos médicos, e melhores interações e decisões em ambientes com muito stress e carga cognitiva. Parceiros: Universidade do Minho – Algoritmi e Psychological Neuroscience Laboratory CCG – Centro de Computação Gráfica Universidade de Aveiro – Institute of Electronics and Informatics Engineering of Aveiro Financiamento: FNR/FEDER e OE

Read details

SAMU – Smart Autonomous Mobile Units em ambiente industrial

. UMCprojetosTICE  , , , , ,

2016 – 2018 O projeto BOSCH 2 P24 SAMU – Smart Autonomous Mobile Units em ambiente industrial – criou avanços científicos e tecnológicos relacionados com a robótica, logística, sistemas de informação e mecânica, nomeadamente um conjunto de processos, sistemas e ferramentas com um elevado nível de flexibilidade e qualidade. No âmbito deste projeto foi desenvolvido um sistema interno de movimentação de materiais usando dois veículos autónomos, para apoiar os processos logísticos de movimentação de matérias-primas e produto acabado. Cada veículo desloca-se autonomamente de um local até outro, detetando os obstáculos que possam existir. Este foi um dos 15 projetos de investigação do programa iFactory que desenvolveram métodos melhorados no âmbito dos processos de fabrico de produtos, com novos conceitos de montagem, de empacotamento, novos formatos eletrónicos de instruções, novas técnicas para o processo de soldadura, etc. Contou com a participação do domínio de investigação aplicada UMC do CCG. Parceiros: Bosch Car Multimedia Portugal SA, Universidade do Minho

Read details

Product in Touch

. cVIG. PIUprojetosTICE  , , , , , , ,

2018 – 2021 O projeto Product in Touch – Development and Industrial Validation of a Multimodal Virtual Prototyping for In-Car Design visa a exploração da sensação táctil para o design de componentes específicos integrados no interior de automóveis. Com esta exploração procura-se alcançar os seguintes resultados: Um sensor tátil para extrair características táteis de componentes plásticos reais; Estudar de que forma a sensação táctil se correlaciona com as características dos objetos de forma a melhorar a verificação de qualidade do produto na moldagem de componentes plásticos e corresponder à satisfação do cliente; Um método avançado de prototipagem virtual baseado na estimulação multissensorial (táctil-visual) para permitir aos clientes a verificação da qualidade e a análise de preferência do produto, de forma virtual, antes de entrar na fase de moldagem por injeção de componentes plásticos. Este projeto transversal conta com a participação dos domínios de investigação aplicada do CCG: CVIG (Computer Vision, Interaction and Graphics) e (PIU (Perception, Interaction and Usability). A solução apresentada pelo Product in Touch vai permitir obter uma padronização da sensação táctil em ambiente virtual para melhorar o design, a qualidade e o processo de fabrico na moldagem por injeção de componentes plásticos usados no interior automóvel. Parceiros: Edilásio Carreira da Silva, Lda. INL – International Iberian Nanotechnology Laboratory CCG – Centro de Computação Gráfica Financiamento: Compete2020, Portugal 2020, FEDER

Read details

Intelligent 4D Moulds

. cVIGprojetosTICE  , , , , , , , ,

2018-2020 O projeto Intelligent 4D Moulds visa investigar o estado da arte dos processos de produção de moldes e desenvolver um sistema tecnologicamente inovador que incluirá novos processos na produção de moldes, com recurso a técnicas de visão computacional e realidade aumentada. Estas técnicas permitirão reduzir os custos de produção, tornando as empresas mais competitivas no mercado nacional e internacional. Ao explorar e conjugar o potencial de ambas as tecnologias, será possível definir e identificar, em cada processo de conceção e fabrico, quais os problemas existentes e apoiar na sua resolução. O consórcio promotor do projeto é constituído por duas empresas, a A.Silva, Godinho & Ca Lda e a Meteorikequação, e por uma entidade não empresarial, a Associação CCG/ZGDV – Centro de Computação Gráfica. Estando envolvido em todas as etapas do projecto, o Centro de Computação Gráfica, pelo seu domínio de investigação aplicada CVIG, foca a sua participação em três grandes linhas de I&D+i: inspecção automática de análise dimensional e geométrica de moldes integrada nas máquinas de maquinação; ambiente imersivo para colaboração e assistência remota entre todos os stake-holders para acompanhamento e validação do processo de concepção e testes dos moldes a construir; sistema de realidade aumentada com base em tecnologia holográfica para deteção de erros. Financiamento: Intelligent 4d Moulds (projeto nº 33625) financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020). Parceiros: A. Silva, Godinho & CA LDA; Meteorikequação

Read details

Transferência de Conhecimento Científico e Tecnológico do CCG – SIAC TT

. cVIG. EPMQ. PIU. UMCprojetosTICE  , , , , , ,

2017 – 2019 O projeto SIAC TT tem como objetivo principal reforçar a transferência de conhecimento científico e tecnológico para o setor empresarial, promovendo uma maior eficácia no Sistema de I&I e a criação de valor nas organizações. Neste sentido, será realizado um conjunto de ações que fomentem a transferência de conhecimento científico e tecnológico dos 4 domínios de especialização do CCG (CVIG, EPMQ, PIU, UMC) para os setores empresariais, bem como estimular e potenciar a sua aplicação nas atividades económicas da região Norte do país. Com a transferência do conhecimento científico e tecnológico para o mercado pretende-se contribuir para: a criação de valor nas organizações; a melhoria de soluções transacionáveis; o incremento de exportações (de produtos e serviços); o reforço de competitividade das empresas da Região Norte.   Em concordância com estes objetivos, o plano de ação é constituído pelas seguintes iniciativas: Ação 1 – Iniciativas de Interação e Transferência de Conhecimento das áreas de competência do CCG; Ação 2 – Ações de difusão, disseminação e integração de conhecimento científico e tecnológico no tecido empresarial; Ação 3 – Ações de valorização económica dos resultados de I&D; Ação 4 – Ações de divulgação e disseminação dos resultados. Financiamento: cofinanciamento do Programa Operacional Norte2020, e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Read details

Fashion Awareness Customer Profiling (FACPROF) – Inovretail

. cVIGprojetosTICE  , , ,

2018–2019 O projeto Fashion Awareness Customer Profiling (FACPROF) tem por objetivo criar as condições necessárias para uma melhor gestão dos stocks no retalho de artigos de moda baseada numa caracterização dos visitantes e do seu consumo, indo assim ao encontro das reais necessidades dos consumidores. Contribuição do CCG O Centro de Computação Gráfica (CCG) participa no projeto através do seu Domínio de Investigação Aplicada – cVIG (Computer Vision Interaction & Graphics) com a investigação e desenvolvimento do módulo de caracterização dos visitantes, o qual fará uso intensivo de técnicas de visão por computador. Pretende-se a extração de informação a 2 grandes níveis: tipo de visitante de loja caracterizando-o por sexo e faixa etária e os tamanhos de roupa e cores predominantes relativos ao vestuário deste. Benefícios A informação recolhida permitirá categorizar o visitante e desta forma ajudar a prever o seu perfil de compra e por conseguinte levar a uma otimização da gestão de stocks. Esta otimização de gestão traduz-se numa maior disponibilidade das peças e tamanhos pretendidas pelos consumidores e num melhor ajuste do stock às necessidades reais. Devido ao volume de negócios no retalho do vestuário e calçado, um pequeno aumento nas vendas, margens ou diminuição do custo de inventário pode resultar em aumentos significativos nos resultados dos retalhistas. Financiamento: POCI-01-0247-FEDER-023968, Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020) Cliente: InovRetail, S.A.

Read details

TexBoost – less Commodities more Specialities

. EPMQprojetosTICE  , , , , ,

2017-2020 O projeto mobilizador TexBoost – less Commodities more Specialities é um projeto estruturante do Cluster Têxtil: Tecnologia e Moda. O seu objetivo consiste em aglomerar iniciativas de I&D coletivas e de forte cariz indutor e demonstrador, envolvendo empresas do Têxtil e Vestuário, assim como de restantes sectores da economia complementários. Atividades Este projeto tem como atividades principais: desenvolver novas soluções têxteis, com a criação de novos conhecimentos científicos; desenvolver produtos e processos muito inovadores, por intermédio de tecnologias de ponta, que proporcionarão novas experiências aos consumidores e às empresas participantes; simplificar o acesso pelas empresas envolvidas a novos mercados / áreas de negócio ou o reforço dos mercados existentes / áreas de negócio, a nível nacional e internacional. Fases de trabalho O projeto TexBoost está organizado em 6 PPS – Produtos, Processos e Serviços – construídos a partir de 50 atividades das quais resultarão 17 soluções inovadoras em diversas áreas. PPS 1 – Digitização e desmaterialização PPS 2 – Novos materiais PPS 3 – Novas estruturas PPS 4 – IE Textiles PPS 5 – Economia circular PPS 6 – Gestão (gestão, divulgação e exploração dos resultados) Contribuição do CCG O CCG – Centro de Computação Gráfica – está envolvido na fase PPS 1 do projeto, mais concretamente na atividade nuclear 1, que compreende o desenvolvimento tecnológico no âmbito da digitização e desmaterialização de amostras de tecidos. O domínio de investigação aplicada EPMQ do CCG está responsável pela investigação e desenvolvimento de uma ferramenta informática para a desmaterialização de amostras de tecidos que compreenderá a conceptualização e concretização de uma plataforma digital de integração, tratamento e análise de dados de apoio à decisão na prototipagem virtual de tecidos. Para o efeito, utilizar-se-ão abordagens aplicadas ao desenvolvimento de arquiteturas de interoperabilidade e BigData e algoritmos de Machine Learning. Estes algoritmos conseguem aprender com o histórico de dados têxteis, assim como prever e otimizar variáveis/parâmetros úteis aos processos de decisão no âmbito da produção têxtil. Parceiros: CITEVE e Riopele Financiamento: Compete 2020 Website do projeto

Read details

FAMEST – Calçado e tecnologias avançadas de materiais, equipamentos e software

. cVIGprojetosTICE  , , , ,

2017-2020 O FAMEST – Calçado e Tecnologias Avançadas de Materiais, Equipamentos e Software é um projeto que impulsionará a inovação no setor do calçado e a internacionalização do calçado português. Este projeto mobilizador FAMEST concentra-se na geração de conhecimento e na sua integração em novas soluções empresarialmente competitivas, nomeadamente no desenvolvimento de: novos conceitos de calçado de moda, técnico, customizado ou personalizado, inteligente, para nichos especiais e mercados globais; inovadores bio, eco, nano materiais e componentes multifuncionais; tecnologias digitais para os processos de produção, relação entre os vários intervenientes na cadeia de valor e o cliente final; novas tecnologias digitais, flexíveis e ágeis. modelos de negócio inovadores e ambientalmente responsáveis.   A contribuição do CCG neste projeto ocorre no “PPS 1. FAMEST SHOE – Ferramentas e conceitos para o calçado do futuro”, em especial na atividade “A1.7 Desenvolvimento de Solução de Medição Anatómica e de Visualização de Calçado”, onde se pretende investigar e desenvolver soluções inovadoras ao nível de: reconstrução tridimensional do pé com recurso a fotogrametria; análise de conforto anatómico de forma a encontrar o calçado ideal para a especificidade de cada pé; visualização imersiva de modelos de calçado tridimensionais sobre o pé com recurso a técnicas de realidade aumentada. O CCG participa ainda nas atividades de: “Construção de protótipos, pré-séries e teste de validação”; “Promoção e disseminação dos resultados do PPS”; “Gestão técnica do PPS”.   Assim como nos PPS: FAMEST DEMO – Disseminação, demonstração e exploração de resultados; FAMEST COORDENA – Coordenação global do projeto. O FAMEST é promovido por um consórcio completo de 23 empresas de toda a cadeia de valor do calçado: couros, palmilhas, solas, produtos químicos, software, equipamentos, logística e calçado, e 9 entidades de I&I com competências multidisciplinares e complementares, que asseguram o desenvolvimento de resultados inovadores e a sua valorização económica pelos promotores nos mercados nacional e internacional. Parceiros: CTCP | Centenário Financiamento: Mobilizador Nº 24529, POCI-01-0247-FEDER-024529

Read details

INNOVCAR

. PIUprojetosTICE  , , , , ,

  2015-2018 O projeto INNOVCAR contempla a criação de conhecimentos e tecnologias em Portugal que se traduzam em inovações mundiais nas soluções do automóvel do futuro. Os desafios do automóvel do futuro incluem: a segurança e conforto (com o objetivo da condução autónoma); a conveniência e o entretenimento (para o paradigma atual do “carro conectado” no contexto das redes de transporte e cidades inteligentes); a eficiência e ecologia (redução de consumos e do impacto no ambiente). O programa INNOVCAR compreende um conjunto articulado de linhas de I&D entre as quais se encontra a P689, que se foca no desenvolvimento de novos sistemas de interação homem-máquina (HMI) que irão contribuir para avanços na direção da condução autónoma. Este novo paradigma de mobilidade traz desafios empolgantes para a interface Homem-Máquina. Assumindo o carro como o terceiro espaço de vivência, a par de casa e do trabalho, a HMI ocupa um papel central nas tarefas de transição do modo de condução (manual/autónomo), estabelecendo confiança entre o condutor e a viatura, permitindo-lhe até fazer outras coisas enquanto o veículo conduz. No âmbito do INNOVCAR, o projeto 689 “Cockpit Of The Future: Hmi Concepts And Functions” ambiciona desenvolver os conceitos de interação e funcionalidade que fazem parte do cockpit do futuro. O CCG participa, através do seu domínio de investigação aplicada PIU, nas tarefas relacionadas com a aplicação de um processo de Engenharia de Usabilidade para validação das tecnologias e protótipos de sistemas HMI desenvolvidos no âmbito deste projeto. Com o projeto INNOVCAR, a Bosch Car Multimedia Portugal, S.A. (Bosch BrgP) pretende continuar a afirmar-se na divisão Car Multimedia do Grupo BOSCH como fonte de criação de conhecimento e tecnologia made in Portugal, para as próximas gerações de soluções multimédia do automóvel do futuro. Após o sucesso alcançado com o projeto HMIExcel, a parceria de I&DT entre a Bosch Car Multimédia Portugal e a Universidade do Minho consubstanciou-se no projeto INNOVCAR. Parceiros: BOSCH Car Multimédia, Universidade do Minho Cliente: BOSCH Car Multimédia Financiamento: INNOVCAR: Inovação para Veículos Inteligentes (n.º 002797), cofinanciado pelo FEDER através do Portugal 2020 – Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020)

Read details

ALERTFALLS – Prevenção de quedas em pessoas mais velhas a viverem sós

. UMCprojetosSaúde&Bem-Estar  , , ,

2017-2019 O projeto ALERTFALLS tem como objetivo principal a prevenção de quedas das pessoas mais idosas que se encontram a viver sozinhas, isoladas da família e afastadas dos cuidados de saúde. As quedas são internacionalmente reconhecidas como um evento crítico e são comummente reportadas como um incidente de segurança responsável pelo aumento da mortalidade, e também da morbilidade. Para além dos graves problemas de saúde nos idosos, estes incidentes acarretam significativos custos económicos. Estas quedas podem acontecer em múltiplos contextos, ocorrendo com frequência no domicílio da pessoa idosa, quer no interior, quer no exterior do lar, no jardim, por exemplo. A evidência sugere que muitos idosos que vivem sós caem, mas não reportam o episódio aos familiares e/ou aos prestadores de cuidados de saúde, comprometendo toda a veracidade das estatísticas existentes sobre este assunto. Na prática, viver só comporta um alto risco de queda. Em Portugal, onde existem muitas pessoas idosas, este problema é uma realidade. O grande objetivo deste projeto ALERTFALLS passa pelo desenvolvimento de uma aplicação para o registo de dados e para o cálculo do risco de queda em pessoas mais velhas a viverem sós, ajudando a prevenir esta grave situação. O CCG trabalhará na especificação técnica, no desenvolvimento e na implementação de testes de uma solução móvel para dispositivos Android (smartphones e tablets), para o registo no terreno de informações relativas a idosos que vivem sós. Trabalhará igualmente na especificação técnica, no desenvolvimento e na implementação de testes do servidor que dará suporte à aplicação móvel, incluindo o portal web e os webservices necessários para a troca de dados. Parceiros: Escola de Enfermagem da Univ. do Minho, Escola Superior de Enfermagem do Porto Financiamento: Projeto financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa Operacional Regional do Norte (NORTE2020)

Read details

Este site usa cookies.  Ao optar por "recusar cookies", algumas partes do nosso site poderão não funcionar corretamente. Para continuar a obter a melhor navegação clique em "Aceitar cookies".