Ao nível dos projetos de reforço de competência o EPMQ em cinco áreas de domínio:

  • Gestão de Ciclos de Vida de Projetos e Processos
    • Engenharia de Software, Melhoria do Processo de Software
    • Engenharia de Sistemas de Informação
    • Modelação do Processo de Software
    • Gestão de Projetos de Software
    • Métodos de Desenvolvimento de Software
    • Engenharia de Requisitos.
    • standards ISO/OMG/SEI: modelos de custos, ambientes multi-modelos, níveis de grande maturidade e Assessment Roadmaps.
  • Metodologias de Modelação para Análise e Conceção de Sistemas
    • Análise e conceção de sistemas de informação e de sistemas de software.
    • Desenvolvimento orientado a modelos, engenharia de requisitos e qualidade do software (especificações da OMG ,como o UML, MDA, etc.)
    • Processos de desenvolvimento de software, com ciclos de vida das atividades de grande duração (e.g., RUP) e também processos de desenvolvimento ágeis (e.g., Scrum)
    • Engenharia de domínio e ontologias de negócio
    • Técnicas de levantamento de requisitos
    • Melhoria dos processos de análise e conceção, transformações e técnicas de derivação (semi‑)automáticas e automatizadas de modelos
    • Decomposição de funcionalidades baseadas em refinamento funcional
    • Especificação de serviços através de técnicas de recursividade, estudo da variabilidade em ambientes de Software Product Lines, entre outros.
  • Sistemas de Bases de Dados para Negócio e Georreferenciação
    • Business Intelligence
    • Data Mining
    • Data Warehousing
    • On-Line Analytical Processing (OLAP).
    • Sistemas de informação geográficos (spatial data mining) , data warehouse espacial (spatial data warehousing), e cubos OLAP espacial (spatial Online Analytical Processing).
    • Apoio à decisão, através do sistema SOLAP
    • Sistemas de processamento analítico de dados espaciais ( spatial on-line analytical processing)
  • Arquitetura de Processos, Produtos e Serviços
    • Desenvolvimento de conhecimento e abordagens para conceção de arquiteturas que são aplicados a diferentes problemas em diferentes domínios.
    • Os resultados da investigação nesta área traduzem-se em teorias, métodos e técnicas de análise, modelação e conceção de arquiteturas, bem como, validação de atributos de qualidade e de cobertura de domínios do mercado (Saúde, Educação, Seguros, Media e Entretenimento, Indústria, entre outras) e em diferentes áreas tecnológicas (Cloud Computing, Ambient Assisted Living, eHealth, M2M, e-Learning, e-Government, Software Products, Software-as-a-Service).
    • Arquiteturas lógicas, conceptuais e técnicas para processos, produtos e serviços baseados em tecnologias de informação, comunicação e eletrónica (TICE).
    • Aplicação das melhores práticas mundiais ao nível de metodologias, métodos, modelos e arquiteturas de referência.
  • Web 5.0 - Open, Linked and Intelligent Web = Emotional Web
    • Linked Open Data, Interoperabilidade, metadados e ontologias
    • Bibliotecas e repositórios digitais